Mídia

Procurando alguma matéria ou assunto específico?

Wrap Up Semanal

Wrap Up Semanal

Brasil

Desemprego no Brasil aumenta pela 5ª semana seguida, segundo o IBGE

Na última sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o levantamento sobre o número de desempregados no Brasil, no qual aumentou em aproximadamente 700 mil trabalhadores em relação à semana anterior. Com isso, o número total de desempregados no Brasil ultrapassou 12,5 milhões de pessoas.

A pandemia continua afetando o mercado de trabalho brasileiro, com trabalhadores em trabalho remoto, afastados ou demitidos. Em comparação com a primeira semana de maio, já foram fechados mais de 2 milhões de postos de trabalho, representando um aumento de mais de 20% durante esse pequeno período.

Todas as regiões do país tiveram um aumento do número de desempregados, mas a região Centro-Oeste, Nordeste e Sul foram as mais expressivas, com aumento de 27%, 23% e 23% respectivamente. As regiões Sudeste e Norte ficaram abaixo da média brasileira e tiveram um aumento de aproximadamente 20% e 11% respectivamente, com destaque para a região Norte, que teve um aumento do número de desempregados bem menor do que todas as outras regiões.

Setor de serviços no Brasil melhora, mas segue em contração, segundo IHS

A IHS Markit informou na última sexta-feira o Índice de Atividade de Negócios (PMI, em inglês) do setor de serviços no Brasil, que teve um aumento de 8,3 pontos, chegando a 35,9 pontos no mês de junho. Em sua última divulgação, no mês de maio, o PMI estava em 27,6 pontos.

Apesar do aumento no mês de junho, o PMI do setor de serviços no Brasil continua abaixo do nível que é considerado como uma expansão da atividade. Segundo a consultoria inglesa, o resultado ainda demonstra uma considerável contração da atividade, principalmente afetado pela continuidade dos efeitos do Covid-19.

O ambiente continua extremamente desafiador, pois as empresas seguem tentando reduzir os custos durante esse período, refletindo em uma redução no número de empregos. Ainda, como as empresas tentam avançar no mercado, estão cada vez mais pressionadas para um desconto de preços.

Programa Renda Brasil pode começar após final do auxílio emergencial

Ao longo dos últimos meses, o programa Renda Brasil passou por fases ativas e reativas. Atualmente, o programa Renda Brasil é das principais pautas da equipe econômica de Paulo Guedes. O ministro da economia anunciou que gostaria que o programa de assistência social do governo já se iniciasse após o término do pagamento das duas próximas parcelas do auxílio emergencial.

A proposta é que o Renda Brasil entre no lugar de alguns programas deficitários do governo, e daria uma parcela de renda permanente para os cidadãos. Hoje em dia, o pagamento mensal é de R$ 600, e estimativas de analistas afirmam que a parcela definitiva pode girar em torno de R$ 300.

A ideia do Ministro Paulo Guedes com o Renda Brasil é também facilitar e simplificar o trabalho. Com isso, ele afirma ver dois caminhos importantes no programa para a situação do desemprego no país no período pós pandemia.

Um deles seria através da facilitação de contratação de jovens, pela outra pasta do programa Verde-Amarelo, que permitiria contratações por hora, com pagamentos livres de imposto. O outro caminho é a força do governo em expandir a linha de microcrédito com ações com maquininhas de cartões para empreendedores, aquecendo um giro na economia.

O programa de transferência de renda no entanto, só sairá do papel caso seja comprovado que não ultrapasse o teto de gastos públicos. Hoje em dia, os que receberão o auxílio são os que já participam do programa Bolsa Família, e há discussões a respeito da maior inclusão também de trabalhadores informais.

Pela ideia de Guedes, haveria mais duas parcelas de R$ 600 a serem entregues, e a última já com o valor de R$ 300, como uma forma de transição para o programa.

Internacional

México fecha fronteiras para os EUA em feriado

O Estado do novo México impedirá turistas durante o feriado do 4 de julho. O dia da independência dos Estados Unidos é um dos mais importantes do país, repleto de comemorações, o feriado preocupou algumas pessoas quanto ao alastramento da pandemia.

Algumas destas pessoas levaram à decisão do México. A cidade de Sonora, que faz fronteira com a Califórnia e Arizona, resolveu prevenir a contaminação local. Temerosos de que turistas americanos venham para as praias do México, permitiram a travessia da fronteira apenas para atividades essenciais, como trabalho e serviços relacionados à saúde

Reino Unido nega acesso de Maduro à reserva de ouro.

A discussão se iniciou quando Maduro solicitou a utilização da reserva de ouro. O valor monetário equivalente a US$1 Bilhão seria utilizado para combater à covid-

19 na Venezuela. Porém, o banco da Inglaterra, que contém reversas se ouro de diversos países, negou o pedido de Nicolás Maduro.

O motivo da decisão tem como base a legitimidade do governo da Venezuela. Para a Inglaterra, o governo de Maduro é ilegítimo; sendo o verdadeiro governante do país Juan Guaidó. Por outro lado, o atual presidente, Nicolás Maduro, espera uma reconsideração do pedido por parte da Inglaterra. Segundo ele, seu governo ainda cuida das áreas administrativas do país e, portanto, depende do suporte solicitado.

 

Principais índices financeiros


Bolsa

Alta das bolsas mundiais na semana foram influenciadas principalmente pelo número surpreendente do mercado de trabalho nos EUA. Apesar do feriado do dia da independência americana e consequente giro financeiro mais baixo na semana, o Ibovespa encerrou a sexta-feira aos 96.764 pontos. Alta acumulada de 3,12% na semana, mesmo com novos recordes de contágio sendo registrados no país norte-americano. Além disso, países asiáticos e europeus trouxeram boas notícias na semana o que incentivou os investidores a migrarem parte de seu capital a ativos de risco, a China registrou alta expressiva do setor de serviços, enquanto a zona do euro alcançou o maior nível de atividade produtiva dos últimos meses, registrando indícios de forte recuperação.

No noticiário corporativo, entre os destaques da semana, está a Eneva (ENEV3), que já é extratora de gás natural, anunciou que pode ingressar no mercado de petróleo depois da descoberta de óleo, mas ainda vão analisar a viabilidade financeira, as ações da companhia subiram 11% na semana. Outro papel que registrou forte alta, foi da empresa de real estate, JHSF (JHSF3), que informou acordo com a XP Inc para a venda de uma área no interior de São Paulo, para a construção da Villa XP.

 

Dólar

Após notícias positivas no cenário internacional, e consequentemente maior otimismo em relação a recuperação da economia, os investidores aumentaram sua exposição ao risco durante a semana. Isso fez com que o dólar comercial ficasse 2,65% mais barato em relação a semana anterior, encerrando a sexta-feira cotado a R$ 5,32.

QUERO SABER MAIS SOBRE INVESTIMENTOS