Mídia

Procurando alguma matéria ou assunto específico?

Wrap Up Semanal

Wrap Up Semanal

Brasil

Maia afirma que Congresso não permitirá descumprimento do Teto de Gastos, e aumento da carga tributária

Após uma semana de fortes discussões e apresentações a respeito das propostas de reforma tributária do governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou fortemente que trabalhará para não permitir a passagem e a criação de um novo imposto, ponto trazido por Paulo Guedes na proposta.

Tal proposta de criação tem sido muito comparada ao CPMF, tributo que estava ativo entre 1997 e 2007, sobre movimentações financeiras. Maia apresenta uma posição fortemente contrária à criação, afirmando que não existe a necessidade de se taxar mais ainda a população, aumentando ainda mais a carga tributária. Em relação ao ponto posto pelo governo de que tal imposto serviria para desonerar as folhas de pagamento de diversos setores, Maia ainda afirmou que para desonerar, é preciso olhar para despesa pública e possíveis cortes, e não para a criação de mais um imposto.

O presidente da Câmara ainda reforçou também que o Congresso não permitirá um afrouxamento ou o fim do teto de gastos, dizendo que é necessário olhar para o real problema, o gasto público. Existe uma pressão muito grande para que despesas atuais sejam feitas permanentes.

Ao longo da semana, Maia foi questionado e apontado por ter tido atitudes de tentar bloquear o discurso a respeito da criação do imposto, mas negou a ação. Ele elogiou a construção da proposta da reforma tributária, afirmando que o governo defende a mesma modelagem que o poder Legislativo, mas ainda precisam alinhar a respeito das propostas.

Segundo estimativa do Ministério da Economia, a proposta da criação do novo imposto arrecadaria R$ 120 bilhões. Com o montante, seria possível elevar o limite de isenção do IRPF, fazer uma redução sobre contribuições de certas faixas salariais e financiar os programas de Renda Mínima e a Carteira Verde-Amarela.

 

Novo Presidente do Banco do Brasil deve ser anunciado esta semana

Jair Bolsonaro anunciou na última semana que o novo presidente do Banco do Brasil deve ser anunciado ainda esta semana, após reunião com Paulo Guedes, agendada para segunda-feira, dia 03 de agosto.

O nome que está em pauta é o de André Brandao, executivo do HSBC. Ele entrará no lugar de Rubem Novaes, que anunciou sua saída da instituição no final de julho, por acreditar que o banco público necessitava uma gestão nova para enfrentar as mudanças que vem ocorrendo no sistema bancário do país.

Empresas fecham parceria com a Serasa para renegociar dívidas

A Centralização de Serviços dos Bancos (Serasa) criou uma iniciativa na última sexta-feira, o “Serasa Limpa Nome” para os consumidores que possuem dívidas entre R$ 200 e R$1000 com as empresas Ativos S.A, Kroton, Tricard, Santander, Recovery, BMG e Credysystem, possam quitá-las por R$ 100.

A campanha também conta com a ajuda de outras empresas, como Itaú, Avon, Carrefour, Claro, Oi, Casas Bahia e Vivo. E o principal intuito, é ajudar os consumidores que perderam a sua renda durante o período de pandemia e estimular o consumo para ajudar a recuperar a economia de uma forma mais acelerada.

A campanha possui foco totalmente online, sendo todas as renegociações feitas pelo site da Serasa, ou pelo aplicativo. A parceria com as empresas é de extrema importância, para facilitar o pagamento das dívidas dos consumidores. É estimado que mais de 25 milhões de dívidas sejam quitadas.

 

 

Internacional

Trump pretende adiar eleições americanas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem medo de fraude durante as eleições. As eleições americanas, que estão agendadas para ocorrer dia 03 de novembro, correm risco de serem adiadas por uma medida de Trump. Para ele, o voto via correio aumenta a possibilidade de fraude na eleição. Nesta modalidade, o eleitor recebe um cartão oficial do governo, no qual se pode preencher e postar a opção de voto. O modelo é usado em Utah e possui grande confiabilidade dos eleitores.

Para Trump, a economia é uma prioridade que supera a necessidade de eleições em novembro. Convenientemente, anúncio que indica o adiamento das eleições foi dado pouco tempo após as pesquisas eleitorais apontarem uma distância de 2 dígitos entre o atual presidente e Joe Biden, que lidera as eleições. Além disso, a economia americana vive uma estabilidade muito abaixo do esperado para a campanha de Trump.

Grupos de Hackers criam Fake News contra a OTAN

O grupo atua em países como Rússia, Lituânia, Letônia e Polônia. Os hackers promovem uma campanha de desinformação contra a aliança militar nestes países. Textos falsos, notícias e menções acerca da organização vêm sendo publicados em diversas fontes dos países em questão, a internet é o principal veículo utilizado pelo grupo, que denomina a campanha como “ghostwritter”. Em diversas situações, essas publicações são realizadas de maneira ilegal por

fontes oficiais, ou seja, os hackers invadem os sistemas e alteram o CSM dos sites, o que permite que as matérias entrem no ar.

O grupo incentiva a divergência entre a OTAN e a Rússia. As tensões entre o país e a organização vêm crescendo há certo tempo. A Rússia alega que a atuação da OTAN na região representa ameaça aos interesses dos países, mesmo que Polônia e Lituânia participem da OTAN.

Principais índices financeiros


Bolsa

O principal índice da bolsa de valores de São Paulo encerrou a sexta-feira aos 102.912 pontos, o que significou alta semanal de 0,52%. No mês, o Ibovespa teve uma alta de mais de 8%, apesar dos solavancos de quedas do índice em dias menos otimistas.

Tais dados foram atribuídos aos juros cada vez mais baixos, o que faz com que os investidores estejam preferindo se arriscar na bolsa a continuar com seu dinheiro na renda fixa, que tem apresentado rendimentos cada vez menores. Existe uma certa briga entre a cautela do momento atual com casos de Covid-19 aumentando, tanto aqui no Brasil, quanto nos EUA e a esperança de um futuro mais otimista pós pandemia, principalmente em relação a descoberta de vacinas contra o vírus que tem atormentado o mundo todo. O que tem prevalecido é o segundo fator, visto que no acumulado do mês de julho foi bastante animador para os ativos de renda variável.

Dentro dos destaques no noticiário corporativo, está a Petrobras (PETR4), que divulgou seu balanço em relação ao 2º trimestre desse ano, registrando prejuízo líquido de R$ 2,173 bilhões, a empresa declarou que foi bastante impactada pela crise do coronavírus, assim como o colapso dos preços do petróleo visto durante os meses anteriores, após desacordos na OPEP.

Outra empresa que também divulgou balanço na semana foi a Fleury (FLRY3), que reverteu o lucro do primeiro trimestre, apresentando desta vez, prejuízo líquido. A companhia associa a queda nos resultados à diminuição das atividades das clínicas diante do isolamento social.

Dólar

A moeda americana atingiu seu menor nível em dois anos em relação a uma cesta de várias moedas mundiais. Ao final da sexta-feira, o dólar comercial era cotado a R$5,21, com leve variação positiva de 0,16% na semana. Porém, no fechamento mensal, a moeda registrou queda acumulada de mais de 4%.

Analistas dizem que enquanto o Fed segue declarando que seguirá com a injeção de liquidez no mercado dos EUA pelo tempo que for necessário, a fim de conter os impactos econômicos causados pela pandemia do Covid-19, a teoria econômica desperta a atenção dos mercados. Uma vez que a cautela em relação ao risco de inflação descontrolada no país norte-americano nos próximos anos tem aumentado em meio aos investidores, resultante de inúmeros estímulos do governo e do Banco Central da principal economia mundial.

 

 

QUERO SABER MAIS SOBRE INVESTIMENTOS