Mídia

Procurando alguma matéria ou assunto específico?

O que é IGPM

O que é IGPM

Por: Eduardo Draghe
Tempo de leitura: 3 minutos

O Índice Geral de Preços do Mercado, mais conhecido por sua sigla, IGP-M, é um indicador da economia brasileira, que é calculado todos os meses pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que também é responsável pela divulgação dos resultados.

O IGP-M é uma das divisões do Índice Geral de Preços (IGP), e é formado pelo Índice Nacional do Custo de Construção do Mercado (INCC-M), Índice de Preços ao Consumidor do Mercado (IPC-M) e Índice de Preços por Atacado do Mercado (IPA-M), com pesos de 10%, 30% e 60% respectivamente.

Os indicadores que compõe o IGP-M são compostos por itens de bens de consumo, como alimentação, de bens de produção, como matérias-primas e materiais de construção, além de outros componentes, como preço de frutas, bebidas, remédios, transportes e muitos outros. As pesquisas dos preços desses produtos são realizadas entre o dia 21 do mês anterior até o dia 20 do mês atual.

O IGP-M mede a inflação para toda a população, sem restrição pelo nível de renda, e uma de suas principais funções é a de indexador de contratos. Ou seja, ele influencia diretamente nos setores da educação, com a mensalidade das escolas e universidades, nos aluguéis de imóveis, na tarifa de energia elétrica, em algumas modalidades de seguros e também em determinados planos de saúde.

O IGP-M não é uma aplicação financeira, e sim um indicador econômico, e por isso não podemos investir nele, mas diversos investimentos são influenciados diretamente por este índice. Com isso, os investimentos que possuem sua rentabilidade atrelada ao IGP-M, seguem a variação dessa taxa, e geralmente a sua aplicação renderá a mudança do índice mais um percentual fixo, que ocorre principalmente em investimentos de renda fixa.

Percebemos a importância desse índice tanto para questões do nosso dia-a-dia, como para questões voltadas à investimentos financeiros. Quem acompanha o IGP-M pode ter informações sobre como estão diversos setores específicos da economia, podendo aumentar o valor recebido em um aluguel, ou até diminuir o valor pago em um determinado plano de saúde. Além disso, podemos utilizar o índice como uma rentabilidade nas nossas aplicações, pois ele está atrelado com diversos ativos financeiros, como na Letra de Crédito Imobiliário (LCI), na Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e também no Tesouro IGP-M, com parte da rentabilidade relacionada à variação do índice.